SOB CUSTÓDIA - Vem Pra Rua!

17/06/2013 19:29

 

Para aquelas pessoas que gostam de televisão tanto quanto eu, o título deste post veio acompanhado certamente do ritmo em que a letra do comercial é cantada. Uma grande montadora multinacional, um grande trabalho publicitário e, de fato, um comercial que é  a cara do povo brasileiro.

A providência divina, para aqueles que preferem, ou simplesmente a conscientização do povo brasileiro, fez com que essa letra se tornasse um perigo real para justamente aquilo que o comercial busca focar. Vem pra rua! E o povo foi. Mas não para torcer, não para transformar a rua na maior arquibancada do Brasil.

Nos últimos dias, o povo brasileiro emergiu da inércia política em que viva e mostrou ao mundo que não é completamente alienado, como todos pensavam. Entre os motivos principais das manifestações, o aumento da tarifa dos ônibus e a falta de legado da Copa do Mundo. Assuntos que se cruzam, pois o brasileiro imaginou que finalmente poderia contar com um transporte rápido, barato e que ligasse tantos as cidades quanto a nação inteira. O trem bala não veio, muito menos o metrô, ou obras que melhorassem o trânsito de carros em geral. Ficamos descontentes.

Os protestos em São Paulo, no Rio e em BH surgem como um início do que pode se tornar uma verdadeira rebelião dos explorados. As lutas, apesar de diferentes, comunicam-se ao concordar que o momento exato para militar é este. Primeiro lutaremos pela diminuição do preço das passagens, amanhã lutaremos por hospitais e ferrovias. Não podemos permitir que o movimento seja esfriado pela opinião da mídia. Não existe vandalismo em revoluções. Existe um povo, uma unidade, um destino a ser cumprido. A hora chegou e daqui até  o apito final da Copa do Mundo, lá em 2014, temos de transformar este país em um inferno político.

Se a polícia agir com truculência, vamos resistir. Os robôs do governo sempre foram vis e cruéis. Nunca lutaram pelo povo e ao lado dele. “Verme é verme, é o que é.”

A luta não é só do pobre, do estudante, do jovem. A luta é para ver este país se tornar não apenas a sexta economia mundial, mas também o sexto melhor país do mundo para se viver. Pela educação, para acabar com a violência. Pelo crescimento da qualidade de vida e não do salário dos parlamentares.

Estando a Dilma ou o FHC, PT ou PSDB, não vejo diferença. Em 500 anos de história, muitos foram os partidos, pouco diferentes eram as pessoas. Para mim, não existe esquerda no poder. PT e PSDB são irmãos e pouco importa quem está agora no comando. A hora de mudar chegou.

Vem pra rua!

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!