SOB CUSTÓDIA - Chávez está Calado

06/03/2013 21:59

 

Ele lutou como um leão, não abandonando suas convicções em momento algum. Precisou tratar-se e o fez em Cuba. Neste meio tempo tentou fazer seu sucessor. Chávez se vai e deixa uma lacuna imensa na esquerda latino-americana.

Polêmico? Muito. Incendiário? Totalmente. Corajoso? Acima de tudo. Chávez fez da nação mais poderosa da Terra sua inimiga de estimação. Falou muito, falou bobagem, falou. Chávez não se omitiu. Quando chegou ao poder, não deixou a esquerda de lado para se tornar “Huguinho paz e amor”. Ou ia, ou rachava. Ou seremos socialistas e patriotas, ou não seremos nada.

Ele lutava por uma nação bolivariana. Lutava por uma América Latina unida para destruir os americanos do Norte. Bradou contra o neoliberalismo e criou inúmeros programas sociais para combater a miséria em seu país. Acha o “Bolsa Família” um absurdo? Chávez deu ao povo venezuelano meia dúzia de programas sociais mais ambiciosos.

É verdade que a população venezuelana está se tornando cada vez mais dependente do Estado. É verdade que seu governo passou por instabilidades econômicas. Não se pode discutir que sua política nacionalista afastou o capital estrangeiro da Venezuela. Mas Chávez fez. Chávez era popular e sempre será um dos maiores políticos da história latino-americana.

Para a alegria dos países capitalistas desenvolvidos, Hugo está calado. Para a tristeza das esquerdas mundiais, um grande líder se foi. Esqueçam a imagem do terrorista doido. Isto foi implantado na tua cabeça pela influência norte-americana. Esqueça o revolucionário brilhante, salvador dos povos. Isto é uma imagem que a esquerda tenta construir.

Chávez foi Chávez, e ponto final. Ponto final mesmo.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!