SOB CUSTÓDIA - APRESENTAÇÃO

02/03/2013 19:13

Um nome esquisito. Não sendo o vampiro pop ou o mãos de tesoura, que diabos de Edward é este que vos escreve? Garanto de antemão que não sou da realeza inglesa. Dito isso, é meu dever apresentar-me.

Dezessete anos de minha vida já foram cumpridos. Aos quatro, eu fui à pré-escola. Aos dez, assisti a primeira Copa do Mundo que eu lembro. Nada que interesse. Talvez na minha adolescência algum fato relevante possa ser destacado.

Meu pai subiu aos céus quando eu completava quatorze anos. Com ele me prometendo nunca mais fazer isso, pude iniciar uma vida de responsabilidades. Descobri os bons livros. Descobri a escrita.

Os velhinhos se gabam ao dizer que vivenciaram a guerra fria e ainda, que já temeram os avanços nazistas. Entretanto, eu nem tenho vinte anos e pasmem, seus velhinhos contadores de histórias, eu já vi o Corinthians ganhar uma Libertadores. Eu já vi o Oscar ser entregue para uma produção de baixo custo com a história contada nas periferias indianas. Eu não quero ser um milionário, se esta é a dúvida. Eu quero mesmo é escrever.

Agora com a oportunidade nas mãos, cabe aproveitá-la. Os temas das discussões que serão propostas já foram abordados parágrafo acima. Apaixonado por história, futebol, cinema e literatura. Crítico insuportável de questões políticas, amante irremediável das artes humanas.

Edward Procópio da Cunha Júnior, perna-de-pau, péssimo em cantar ou atuar. Humilde ocupante deste novo espaço.

Estudante nas horas vagas.

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!