ARARAQUARA - Maternidade Gota de Leite comemora um ano de reabertura

06/03/2013 01:08

 

Fundamental na história e na vida de muitos araraquarenses, a Maternidade Gota de Leite se prepara para comemorar um ano após sua reabertura pelo prefeito Marcelo Barbieri. Nesta sexta-feira (8), às 9h, será realizada uma cerimônia no hospital para celebrar o funcionamento da Maternidade. Também será homenageada a família Minervino, doadora da área onde foi construída o hospital.
Para o prefeito Marcelo Barbieri, a comemoração de um ano é muito significativa, pois marca uma das principais conquistas da população de Araraquara, especialmente para as mulheres. “Tínhamos como meta reabrir a Gota de Leite. Fomos em busca de recursos e apoio, e hoje, termos um serviço de saúde pública com qualidade que oferece segurança às mães e filhos, é uma grande satisfação”, destaca o prefeito.
A Maternidade, reinaugurada em março de 2012, foi totalmente reformada e ampliada, projetando uma estrutura hospitalar com ambientes amplos e arejados, além de modernos equipamentos, que oferecem as gestantes todas as condições para um parto seguro, seja por cesárea ou normal.
“Nosso hospital público não engatinhou, ele saiu andando e hoje está correndo. Conseguimos ultrapassar grandes barreiras de uma só vez”, afirma o médico pediatra e superintendente da Gota de Leite, Dr. Carlos Fernando Camargo.
Até o dia 31 de janeiro de 2013, já nasceram mais de 1.200 crianças no hospital, e, durante esse período, nenhum óbito materno foi registrado em parturientes atendidas pela equipe da Gota de Leite. Até esta data foram contabilizados 5.091 atendimentos, sendo que pacientes internados foram 2.183, incluindo partos e outras internações obstétricas. Já o setor de urgência e emergência realizou 2.908 atendimentos.
“Nossa situação é ótima graças ao empenho da Prefeitura. A gratidão virá da nossa população pelo conforto e bom atendimento que é dado às famílias”, destaca o médico.

Fachada Gota de Leite
O sentimento de gratidão pode ser verificado pela alegria de Camila Rocha da Silva ao comentar o nascimento de seu primeiro filho, Miguel. “Eu recebi todo o atendimento na rede e sempre fui muito bem tratada. Fizeram de tudo por mim e pelo meu filho aqui no hospital, foi atendimento de primeira”, comenta.
Para a assistente social da Maternidade, Sandra Maria dos Santos, a boa organização justifica o nível de satisfação das pacientes que procuram a Gota de Leite. “Nossa equipe é unida e realizamos um trabalho digno para as gestantes. A estrutura é muito bem organizada”, comenta.   

A Gota na história -  O sucesso da Gota de Leite vem ao encontro do histórico do hospital desde sua constituição como banco de leite. Segundo registros o nascimento da Gota de Leite aconteceu em 1916, quando a alta taxa de mortalidade de recém-nascidos fez com que membros da sociedade se organizassem e criassem um banco de leite materno. Para abrigar essa iniciativa foi alugado um imóvel na Avenida Duque de Caxias, onde hoje funciona a Casa Bethânia.
Passado alguns anos, a família do médico Paschoal Minervino, que faleceu jovem, aos 38 anos, após contrair gripe espanhola, doou o terreno de 3.000 m2 na Rua Carlos Gomes. A Pedra Fundamental do edifício para a Maternidade e Gota de Leite de Araraquara foi lançada em 24 de setembro de 1922.
omeçou então a construção do prédio, na Rua Carlos Gomes esquina com a Avenida Duque de Caxias. A conclusão deu-se em 1928 e a cerimônia de inauguração foi realizada em 25 de janeiro de 1929 permanecendo em funcionamento até 2006. Em 2012, a Maternidade foi reaberta em Araraquara.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!