ARARAQUARA - Após protesto, cobrança de pedágio para os motociclistas é cancelada

05/03/2013 18:33

 

Em protesto contra reajuste, pedágio de R$ 0,75 é pago com notas de R$ 50 (Foto: Felipe Turioni/G1)A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes de Araraquara (SP) comunicou, na noite desta segunda-feira (4), o cancelamento da cobrança da tarifa de pedágio para motocicletas na estrada vicinal Graciano da Ressurreição Affonso (ARA-080), entre Araraquara e Matão (SP).  Na tarde de domingo (3), uma manifestação contra a tarifa causou transtornos e congestionamento de 6 quilômetros, pois os motociclistas decidiram pagar a tarifa de R$ 0,75 com notas de R$ 50 e até de R$ 100.

Em nota, a Secretaria ressaltou que a cobrança para os demais veículos permanece. Com o reajuste, o valor passou de R$ 1 para R$ 1,50 para automóveis e veículos comerciais (por eixo). A nota não informou o motivo do cancelamento da cobrança para motos.

Em entrevista o Jornal da EPTV desta segunda, o vice-prefeito e secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana de Araraquara, Coca Ferraz, justificou a cobrança alegando que os motociclistas também são usuários. “O motociclista também tem serviço de guincho, de atendimento ao usuário e a motocicleta também provoca desgaste na estrada”.

Durante o protesto, os manifestantes discordaram da opinião. “Qual o esforço que uma moto faz na estrada para exigir manutenção dessa pista?”, indagou o engenheiro Fernando Sartori, um dos manifestantes que mora em Matão. “Nem na rodovia eu pago pedágio, por que vou ter que pagar aqui?”.

Segundo o secretário, a arrecadação do pedágio é importante para ajudar na manutenção da estrada, enquanto a vicinal não é duplicada. A obra custaria cerca de R$ 100 milhões e, enquanto não é realizada, a cobrança do pedágio é a solução para a manutenção da pista e, consequentemente, para evitar acidentes, segundo o secretário.

Fonte: Portal G1/Araraquara e região

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!